Restaurante Sakura & Sakura Kaiten

Hideo Fujimoto
Hideo Fujimoto


Ele foi uma espécie de samurai que, vestido a caráter, usava a paciência, a concentração e a habilidade para cortar, montar e servir. Sua faca era uma extensão de seu corpo, o instrumento de sua arte. Hideo Fujimoto foi um dos pioneiros da culinária japonesa no Brasil. Sushiman de dedos ágeis, nascido no Japão em 1934, Hideo era casado com Hario, com quem teve três filhos: Paulo, Naomi e Jonnhy. No Sakura, plantou raízes, fez amigos, eternizou um nome, cumpriu sua missão. Quando faleceu, em 2009, deixou saudades. E mais do que isso: deixou o sabor de uma cultura como herança para a cidade.

 

Histórico

 

A história do Restaurante Sakura confunde-se com a história de Hideo e Hario Fujimoto. Ao chegar em Porto Alegre, no final dos anos 1960, o casal de imigrantes japoneses abriu um pequeno ponto na CEASA. O quiosque dos Fujimoto, embrião do Sakura, era como uma pequena ilha onde a comunidade nipônica sentia-se em casa. Já naquela época, o cuidado com os ingredientes, com o preparo e com a montagem das iguarias japonesas atraía olhares curiosos e clientes sem medo de experimentar uma culinária até então considerada exótica.

Em 1981, Hideo Fujimoto decidiu que já era hora de ser mais do que um ponto: era o momento de entrar na roda. Foi assim que, na sua própria casa, próxima à CEASA, ele fundou o Sakura. O nome escolhido não foi por acaso. Sakura, a flor da árvore símbolo do Japão, demonstrava toda a delicadeza e a beleza contidas em cada uma das peças do cardápio. E mesmo que os primeiros fregueses não percebessem tudo o que estava presente na arte de Hideo, mesmo estando em um bairro distante do centro e da moda, mesmo assim as cores do Sakura não passaram em branco. Logo, além de funcionários do Trensurb e de imigrantes da colônia japonesa, vieram artistas, jornalistas, publicitários e profissionais liberais da cidade. Era a década yuppie, afinal. Que teria gosto de sushi e aroma de sake. Com o passar dos anos, o espaço ficou pequeno para tantos e tão fiéis clientes.

E, em 1992, quando o filho mais novo de Hideo, Jonnhy Fujimoto, retornou do Japão, a família foi em busca de um outro lugar ao sol. Na Avenida Cristóvão Colombo, bairro mais nobre e central, o novo Sakura abriu suas portas. Um endereço que, até hoje, permanece unindo a tradição à modernidade. Atualmente, o Sakura honra a memória de seu fundador, mantendo as mesmas sensações que fizeram com que o pequeno ponto de Hideo Fujimoto se tornasse o mais conceituado restaurante japonês da cidade. Desde 2005, além do Sakura da Cristóvão Colombo, o Sakura Kaiten, no Shopping Bourbon Country, oferece um menu que ultrapassa as fronteiras do tradicional e chega ao território do inesquecível.

SAKURA

Av. Cristóvão Colombo 3237
fone (51) 3343 8602 / 3337 5057

SAKURA KAITEN

Shopping Bourbon Country 2º piso
fone (51) 3023 3656

AdamsDesign